(21) 2493.3166 / (21) 2493.9701 / (21) 99866-9266

Siga-nos nas redes sociais:

Dia quente, calor e muito suor

No verão os dias se tornam cada vez mais quentes e com isso suamos bem mais. Isso mesmo: suar, todo mundo sua, ainda mais no calor. Mas, quando a transpiração é exagerada, ela pode se transformar em um problema – dos mais incômodos e desagradáveis ainda mais para pessoas ou profissionais em contato direto com público. Conhecida como hiperhidrose localizada, o excesso de transpiração — em especial nas axilas, palmas das mãos e plantas dos pés — incomoda bastante, mas não é caracterizado como doença.

Normalmente, nós transpiramos para regular a temperatura corporal, por meio das glândulas sudoríparas écrinas, localizadas em toda superfície do corpo e que têm a função de produzir o suor, composto por água e sais minerais. Ou seja, suar faz parte de um mecanismo utilizado pelo ser humano para lidar com a exposição a temperaturas elevadas – e isso não ocorre só nos dias de calor, mas também em estados febris, durante a prática de atividades físicas e até mesmo em momentos de forte ansiedade.

Da mesma forma que a hiperhidrose localizada, a generalizada, que produz um aumento da transpiração no corpo todo, também pode decorrer de situações de ansiedade e nervosismo, quando o sistema nervoso estimula as glândulas sudoríparas écrinas. É possível, ainda, ser conseqüência de doenças que ativam o sistema nervoso simpático (hipertensão, por exemplo) ou infecções, problemas pulmonares, cardíacos e metabólicos como o diabetes. Daí a necessidade de se procurar um especialista para investigar a origem do problema.

Apesar de todo mundo achar que os homens transpiram mais do que as mulheres, a verdade é que a hiperidrose não escolhe vítimas. Ela atinge ambos os sexos.

Hoje em dia, o tratamento que vem obtendo bastante sucesso nesses casos é a utilização da Toxina Botulínica. Para que o suor ocorra, é necessário que a glândula libere uma substância chamada acetilcolina, é nessa hora que a Toxina Botulínica age impedindo que a acetilcolina seja liberada e como conseqüência, que o suor venha a ocorrer.

O tratamento realizado através da aplicação de toxina botulínica é eficaz e tem a vantagem de ser realizado ambulatorialmente, sem privar o paciente de suas atividades normais. A aplicação na axila é tranqüila, já no caso das mãos e dos pés há a necessidade de anestesia local para suportar a dor. Os efeitos duram cerca de sete meses. Passado este prazo, faz-se uma nova aplicação para manutenção do resultado.

WhatsApp chat