Conhecendo sua pele

Você conhece bem sua pele?Quanto ela mede? Como é definida sua cor? Quais são seus tipos? Como protegê-la?

De modo geral, a pele do brasileiro é mista, não sensível, mais resistente ao envelhecimento, tem facilidade para se bronzear, porém possui tendência a problemas como acne, rosácea e poros dilatados. Por causa da pigmentação, pode apresentar ainda manchas e quelóides.

A consulta a um dermatologista geralmente só ocorre quando se detecta um problema estético – por exemplo, quando a pele descama, fica vermelha, apresenta rugas, manchas ou acne. O ideal, porém, é consultar esse profissional de forma preventiva, até para receber orientação dos produtos certos a serem utilizados.

Que tal conhecer mais um pouco sobre suas camadas?

EPIDERME: é a camada externa da pele, composta basicamente por queratinócitos, células que produzem a queratina, proteína responsável pela chamada camada córnea. Os melanócitos, localizados na camada basal da epiderme, produzem a melanina, pigmento natural que absorve 90% dos raios ultravioleta que penetram na pele. A camada córnea está na superfície da epiderme, em contato direto com o meio externo. Constituída por queratina e lipídios, permite que a pele absorva os choques e fique impermeável e hidratada.
DERME: contém fibroblastos, células produtoras de fibras elásticas, responsáveis pela elasticidade e flexibilidade, e colágenas, resistentes ao estiramento. Possui vasos, nervos, pêlos e cabelos, além das glândulas sebáceas, que secretam o sebo, e sudoríparas, que produzem o suor.
HIPODERME: possui um tecido adiposo que funciona como isolante térmico e estoque de energia. Também contém o pigmento caroteno, que ajuda a proteger a pele dos raios solares e é determinante na cor da pele do indivíduo.

Características de cada tipo de pele:

NEGRA: oleosa, com grande resistência ao envelhecimento, pouca tendência a rugas finas e alergias, porém péssima cicatrização.
BRANCA: possui tendência ao envelhecimento, a rugas finas e a alergias. A cicatrização é ótima.
ÍNDIA: lisa e boa, com pouca predisposição a alergias. No processo de envelhecimento, pode ficar flácida. Tendência a quelóides.
MORENA E MULATA: corresponde ao típico brasileiro, com facilidade para se bronzear e para manchas. Pouca tendência a rugas finas.
ORIENTAL: possui pouca predisposição a enrugamento, mas grande tendência a manchas e quelóides.
ALBINA: como não produz melanina, fica avermelhada a qualquer exposição ao sol. Possui grande tendência ao câncer de pele.

O uso do protetor solar se torna indispensável como cuidado prioritário para a pele. Pessoas com peles mais morenas devem fazer uso de produtos com fator de proteção solar (FPS) 15; as de cútis mais claras devem optar pelo FPS 30. O FPS 15 protege contra 87% dos raios UVB, enquanto o FPS 30 bloqueia 96%. Acima de 30, a proteção aumenta pouco, enquanto crescem as chances de reações adversas pela adição de mais substâncias químicas. São indicados apenas em casos específicos, como intolerância ao sol e câncer de pele.

É possível ter uma pele sempre saudável com simples cuidados básicos. Além de limpeza e hidratação, hoje a receita de saúde e beleza envolve também o uso de filtro solar no dia-a-dia e alguns tratamentos especiais.

WhatsApp chat